.posts recentes

. AS CRIANÇAS

. DR. JEKYLL AND MR. HYDE

. A VIDA

. QUE FAZER QUANDO SOMOS PE...

. CONFIDENTES

. LES LIAISONS DANGEREUSE...

. IL GATTOPARDO

. COMMONWEALTH vrs EUROPA

. DO HOLOCAUSTO À EUTANÁ...

. AS JUVENTUDES

.arquivos

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Dezembro 2012

. Abril 2011

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Janeiro 2008

. Maio 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Outubro 2006

. Setembro 2006

Sexta-feira, 16 de Fevereiro de 2007
A GANÂNCIA DA NOSSA INSTÁVEL CONTEMPORANEIDADE

  

Tempo apressado, o nosso, que tudo sintetiza!

 A palavra de ordem é “acumular”. Os individuos acumulam dividas ou fortunas, as empresas fundem-se para acumular, as memórias acumulam-se no computador e na net, as notícias acumulam-se ao ponto de se anularem umas às outras, as pessoas acumulam-se nas cidades – no campo “no passa nada”... -, o lixo acumula-se na proporção do desperdício, acumula-se o saber, o armamento, as tecnologias, o poder. Tudo trazido por um vento “favorável” que, no caminho, deixa regiões desertas e populações devastadas!

É a Ganância das OsPA, das “joint ventures”, do “real estate”, das audiências, de tudo o que seja possível acumular em mínimos de tempo e de espaço. É a despudorada Ganância da nossa Instável Contemporaneidade!

publicado por petitprince às 21:59
link do post | comentar | favorito
Sábado, 10 de Fevereiro de 2007
QUEM ESTARIA ALI ÀS DEZ SEMANAS???

Cada vida humana é, além de uma dádiva de tempo, um contributo para a Existência. É a oportunidade que a Natureza dá à Cultura de criar uma pessoa! 

Ao matar um individuo desconhecido – uma “vida humana” que ignoraremos para todo o sempre que “pessoa humana” viria a ser, estamos a cometer, ou a incentivar, um delito não só à escala da Vida,  como à escala bem mais restrita mas não menos importante, da comunidade humana.

Como a humanidade seria mais pobre se as mães dos grandes profetas, dos grandes homens que escancararam portas à Humanidade ou mesmo apenas abriram pequenas frestas de luz, os tivessem considerado algo descartável passível de se transformar em lixo! Passariamos, é certo, sem Salomão, sem Jesus, sem  Alah, sem Miguel Angelo, sem Galileu, sem Newton, sem Flemming, sem Kant, sem Wagner, Napoleão ou Marx. E não teriamos sequer dado pela sua falta porque ignorariamos para todo o sempre o papel que eventualmente lhes caberia se não lhes tivesse sido dada a oportunidade de serem “pessoas”. Porém, para o bem ou para o mal, eles nasceram e o mundo não voltou a ser o mesmo! Porque uns os seguiram e outros os combateram, porque o sonho deles foi motor do “perpétuo movimento” da Vida, motor daquilo a que chamamos “evolução social”  nos distintos campos que a animam.                               (

Jamais saberemos o que a Humanidade perde em cada aborto cometido! É um roubo que nos escapa!

 

publicado por petitprince às 22:28
link do post | comentar | favorito
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.tags

. todas as tags

.favorito

. A POLÍTICA E A VIDA

. HOW IMPORTANT IT'S THE ...

blogs SAPO
.subscrever feeds