.posts recentes

. AS CRIANÇAS

. DR. JEKYLL AND MR. HYDE

. A VIDA

. QUE FAZER QUANDO SOMOS PE...

. CONFIDENTES

. LES LIAISONS DANGEREUSE...

. IL GATTOPARDO

. COMMONWEALTH vrs EUROPA

. DO HOLOCAUSTO À EUTANÁ...

. AS JUVENTUDES

.arquivos

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Dezembro 2012

. Abril 2011

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Janeiro 2008

. Maio 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Outubro 2006

. Setembro 2006

Sábado, 4 de Outubro de 2014
AS CRIANÇAS

Por vezes, quando não nos demos bem com o adulto glorioso que criámos ou moldaram em nós, regressamos - não à inocência da infância porque essa, por mais favorável que seja o clima que a envolva, vai-se perdendo na poluição do mundo - mas à indefesa simplicidade própria das crianças. Isso acontece quando sentimos que esgotámos as nossas capacidades de construir e destruir nos moldes em que sabiamos fazê-lo. Descobrimos que não era sabedoria mas um "savoir faire" que nos ia desimpedindo o caminho. Como quando autoritariamente se diz: "cheguem-se para os lados que vou passar" e logo uma clareira se abrisse à nossa frente.

Um dia, sem saber como, encontramo-nos entre os que abriam automaticamente as alas e reparamos que aquele caminho que se abria para nós não nos pertencia, que o que só esperávamos acontecesse após a nossa ida gloriosa deste mundo, se tinha antecipado sem aviso prévio - para sairmos airosamente... - e que já outros pisavam o "nosso" caminho que muitos se tinham acotovelado para desfrutar.

Aí a vida começa outra vez. Já sem a perdida inocência mas, até por isso, dispondo dos meios de lançar fora tudo o que de maldade, grosseria, astúcia e perversidade se colou ao nosso percurso como adultos. Já não nos julgamos. Apenas queremos recuperar ao limite a pureza perdida. Passa a ser essa a nossa ocupação. E nunca é fácil porque há uma bagagem que parecia estar coloda a nós como se fazendo parte do nosso corpo e sobrecarregando a nossa alma. Mas era apenas bagagem!

Meticulosamente, iniciamos o caminho para a verdadeira liberdade! A liberdade que muitas vezes nos foi impedida em crianças e que agora está ao nosso alcance e que, tal como as crianças, encaramos sem que o medo impeça a aventura. Porque os perigos que já não estão em nós continuam de nós conhecidos para nos alertar com repúdio.

O mundo, NINGUÉM, fará mais de nós o quer que seja! Estamos a aprender a viver! Como as crianças! 

publicado por petitprince às 01:24
link do post | comentar | favorito (1)
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.tags

. todas as tags

.favorito

. A POLÍTICA E A VIDA

. HOW IMPORTANT IT'S THE ...

blogs SAPO
.subscrever feeds